21.12.09

QUANDO EU ERA MENINA


(Imagem retirada da Internet)

Quando eu era menina (e já lá vão tantos anos) o Natal era uma festa. Meus pais, e meus avós diziam que na noite de Natal o Menino Jesus vinha recompensar os meninos bons e trazer presentes. Nós vivíamos num barracão de madeira que em tempos fora habitado por 4 casais e respectivos filhos, mas no qual ficaram apenas os meus pais, quando os outros casais se foram. O barracão tinha um salão com 11 metros ao fundo do qual tinha um fogão, constituído por duas fileiras de tijolos com uma grelha em cima, e um forno de tijolo onde minha mãe cozia o pão.Pelo Natal todos os anos vinham meus avós do Norte e se juntavam lá em casa com alguns dos filhos, – meus tios.Não havia rádio, nem TV, nem sequer luz eléctrica. Mas haviam 3 candeeiros a petróleo, que na noite de Natal ficavam acesos até depois da meia-noite. Antes do Natal meu pai colhia no pinhal perto da nossa casa, muitas pinhas, que debulhava. Partia alguns pinhões para comermos e os outros eram para jogarmos. Ele mesmo fazia uma piorra com o Rapa Tira Põe e Deixa. Ou então jogávamos ao "Pinhas alhas" que era assim. Cada um tinha 50 pinhões para começar o jogo. Pegávamos uns quantos na mão fechada, e dizíamos para os parceiros "Pinhas alhas" e o outro respondia "abre a mão e dalhas". "Sobre quantas?" E saía um número. Se fosse a quantidade que tínhamos na mão, tínhamos que dar os nossos pinhões. Mas se errassem tinham que nos dar tantos pinhões quantos tínhamos. E era o nosso entretém.
Pelas 10 horas, meu pai dizia que tínhamos de ir para a cama e mandava-nos pôr os tamancos junto ao fogão para o Menino Jesus deixar os presentes. E nós lá deixávamos os tamanquitos e íamos para a cama na esperança de que nesse ano o menino Jesus deixasse uns brinquedos iguais aos dos filhos do capitão que geria a Seca do Bacalhau, onde os meus pais trabalhavam e nós vivíamos. Mas no dia seguinte era sempre a mesma coisa. Uma tremenda decepção, pois lá só havia meia dúzia de rebuçados e dois ou três figos secos.
Lembro-me que um ano, decidi esperar acordada a chegada do Menino Jesus para lhe perguntar porque é que deixava lindos brinquedos aos filhos do capitão que eram meninos ricos a quem não faltava nada e a nós que éramos tão pobres que não tínhamos nada só deixava rebuçados. Consegui manter-me acordada e quando ouvi barulho, levantei-me e apanhei a minha mãe a pôr os rebuçados nos tamancos. Fiquei tão revoltada, pensei que o Menino Jesus não queria saber de nós, fartei-me de chorar, e foi a minha avó que para me acalmar, me explicou que o Menino Jesus não vinha dar prendas a ninguém que era uma tradição dizerem isso porque fazia anos que Ele nascera, mas que na verdade as prendas eram dadas pelos pais e os meus não tinham dinheiro que desse para outra coisa que não os rebuçados. Foi um choque e um alívio ao mesmo tempo.

ESTA É A MINHA CONTRIBUIÇÃO PARA AJUDAR A ISABELA. SE GOSTOU DESTE TEXTO POR FAVOR COMENTE AQUI. CADA COMENTÁRIO É UMA MIGALHA PARA ALIMENTAR O SEU SONHO. NÃO FIQUE INDIFERENTE.
OBRIGADA A TODOS.

18.12.09

BOM FIM DE SEMANA




PEÇO DESCULPA PELA MINHA AUSÊNCIA DOS VOSSOS BLOGUES. ACONTECE QUE A MINHA MÃE ESTÁ MAL, INTERNADA NO HOSPITAL E O TEMPO E A DISPOSIÇÃO NÃO SÃO LÁ GRANDE COISA:
A TODOS DESEJO UM BOM NATAL. COM MUITO AMOR .

15.12.09

FOLHA CAÍDA




Vês esta folha
pisada
suja de lama.

repara nela
tão pequenina.

folha de cigarro
que ninguém fumou.

resto de vida
que ninguém quis.

Sabes tu
quantos pés
a pisaram?

Tem uma data vês?

vinte e cinco
do último mês
que o ano tem.

uma data
um nascimento
que
a ninguém importa.

oh! Deus!
Que mundo
ingrato
cruel
que continua
a matar-te
sem piedade.

12.12.09

BOM FIM DE SEMANA




A todos os que por aqui passarem, desejo um óptimo fim de semana.
A quem acompanha a história da Maria informo que o próximo episódio só sairá depois do Natal.
Espero que isso não vos faça perder o interesse na história.

7.12.09

MARIA - Parte VIII



-->

29.11.09

MARIA - Parte VII

Foto DAQUI

-->



21.11.09

A Dança das Águas




PARA RELAXAR DA AZÁFAMA DA SEMANA. ESPERO QUE GOSTEM. A TODOS UM OBRIGADA PELA VISITA, E UM ÓPTIMO FIM DE SEMANA. E JÁ SABEM PARA VER O VÍDEO POR FAVOR DESLIGUEM A MÚSICA NA SIDEBAR

15.11.09

MARIA - Parte IV







9.11.09

MARIA - PARTE III





-->

26.10.09

NOVO LIVRO DE VIEIRA CALADO





A NOSSA CASA

A nossa casa é um lugar ao vento, mas buscamos
o absoluto, a bárbara verdade duma onda sobre a praia.

Tudo nos pertence porque guardamos na memória
os restos do apego às coisas que tivemos, os gestos
de gratidão que vimos no coração dos dias violentos.

Esta época não é a nossa. Subverte os conceitos
do ânimo, os desígnios legítimos de plenitude.

Mas por isso ainda somos a centelha que arde devagar
na paisagem estreita de árvores estóicas, em momentos
de tempestade, na consciência das opções sublevadas.

do livro Transparências de Vieira Calado


Biografia

José Vieira Calado nasceu em Lagos, em 1938. Estudou em Lagos, Portimão, Faro e Lisboa. Em 1961 publicou o seu primeiro livro de poesia e, no ano seguinte, “Os Sinais da Terra”, que viria a ser proibido pela censura (Pide). Esse episódio esteve na origem da sua partida para os Pirinéus. Primeiro para Londres e depois para Paris, onde frequentou a Universidade de Vincennes. A seguir ao 25 de Abril, tendo completado o curso, voltou a Portugal, para o ensino oficial e publicou “Poema para Hoje”, que ficou na gaveta durante anos.
Residindo actualmente na cidade que o viu nascer, Vieira Calado tem variada colaboração em jornais e revistas, páginas literárias, prefácios e antologias. Apaixonado pela Astronomia, tem actualmente uma página de Astronomia no "Jornal de Lagos, além das muitas palestras em que tem participado.
No Domínio da poesia, o autor tem já muitos livros publicados. O autor possui três blogues que pode visitar AQUI, AQUI, e AQUI.

Poesia

* “37 Poemas” l 1961 - esgotado
* “Os Sinais da Terra” l 1962. Capa de Jorge Norvick - esg.
* “Poema para Hoje” l 1977 - esg.
* “Objecto Experimental” l 1978. Capa e ilustrações de Hugo Baja - esg.
* “A Palavra em Duas” l 1983. Capa de Deda - esg.
* “0 Frio dos Dias” l 1986 - esg.
* ”Como um Relógio de Areia” l 1993. Capa de Deda - Edições M.i.c.
* “Transparências” l 2000. Edição AJEA (Associação dos Jornalistas e Escritores do Algarve). Prefácio do Prof. Vilhena Mesquita. Capa de Deda.
* “Lagos Ontem” l 2000. Edição da Câmara Municipal de Lagos - esg.
* “Poemas Primeiros” (Reedição dos livros de 61 e 62) l 2001 - Edição AJEA
* “Por detrás das Palavras” / 2002. Capa de Adrienne Apers. Ed. Mic.
* “ Terrachã” / 2004 - Edição AJEA
* “ Poemetos” / 2004 - fora do mercado
* “ Poemas Soltos & Dispersos” / 2005 - esgotado.
* " Arabescos" / 2007 (edição Litoral)
* " Viagem através da Luz " / 2009 (edições Papiro)


Prosa

“Merdock” l 2003. 2ª edição 2004. Edição AJEA
“Estórias de Lagos & Arredores” l 2007. Edição C. M. de Lagos


Antologias, colectivos e outros

* “Antologia Anti-Floral” l 1980. Ed. Barlavento.
* Costa d’ Oiro - Cadernos de Poesia, Lagos - vários
* “Poemas de e sobre o Natal” - Viola Delta XXVI, Edições Mic l 1998
* Letras para música, de vários autores
* “Cem Anos de Garcia Lorca”l 1999. Edição Universitária
* ”Poemas Satíricos e Outros” - Viola Delta XXXIII (Bodas de Prata). Ed Mic / 2002
* “Poetânea”l 2003. Edição Hugin
* Escritores Portugueses do Algarve”l 2006. Edição Colibri
* “5 Poetas de Lagos”l 2006. Edição Grupo dos Amigos de Lagos


Divulgação Científica:
“A Terra e as Estrelas” - 2006, ed. Jornal Notícias de Lagos


Biografia elaborada a partir de informações na internet

24.10.09

BOM FIM DE SEMANA





PARA TODOS OS AMIGOS QUE POR AQUI PASSAREM UM ESPECTÁCULO DE RARA BELEZA, E OS MEUS VOTOS DE QUE TENHAM UM EXCELENTE FIM-DE-SEMANA.

(Para ver o filme, não esqueçam desligar a musica do blogue)

18.10.09

MARIA - PARTE II

Foto minha, da Quinta do Xavier, o pinhal ao fundo, e lá em baixo o rio, com o pôr-do-sol reflectido

-->

10.10.09

BOM FIM DE SEMANA



Espero que tenham gostado. Tenham um bom fim de semana. E NÃO ESQUEÇAM DE IR VOTAR. SE QUEREM QUE A MÚSICA MUDE NÃO SE ABSTENHAM. E SE NÃO QUEREM QUE MUDE, NÃO DEIXE QUE OUTROS A MUDEM POR SI...

19.9.09

MONUMENTO PAZ E AMIZADE




Prometido é devido. Hoje consegui dar um "pulinho" à Praça da Amizade no Barreiro frente ao Fórum e fotografar para vós o Monumento. Que é muito bonito todo em placas de mármore trabalhado em baixo relevo. Não dá para ver a beleza do desenho nos painéis de mármore, a máquina não é muito boa, e havia demasiada luz a incidir nos painéis. Mas dá para ver alguma coisa.
Quanto ao pintor, poeta, escultor, que alguém me disse não conhecer num comentário que me deixou é por demais conhecido e basta fazer uma pesquisa para encontrar os inúmeros trabalhos por ele executados, em Moçambique, em Portugal, além desta obra no Barreiro, foram já feitas várias exposições da obra do artista. Em Coimbra, na Amadora etc. Poderá tomar conhecimento com a obra do artista AQUI .

NOTA:
PARA QUEM VIVE PERTO DO BARREIRO, MALANGATANA, ESTARÁ HOJE DIA 19 PELAS 18,30H NA LIVRARIA BERTRAND NO FÓRUM DO BARREIRO PARA CONFRATERNIZAR COM OS SEUS ADMIRADORES E DAR AUTÓGRAFOS.

BOM FIM DE SEMANA

16.9.09

COMEÇO DAS AULAS

Para quem esperava ver a reportagem da inauguração do monumento peço desculpa, mas como muitos sabem eu não pude ir pelas mesmas razões que me impedem de me ausentar. Espero em breve mostrar fotos do referido monumento, bem como falar um pouco do pintor, que alguns disseram não conhecer. Agora, porque esta semana começaram as aulas, gostaria que lessem o texto abaixo e tomassem conhecimento da angústia que neste momento grassa entre milhares de professores, e que saibam o que é a politica de sucesso na educação desta ministra. Sem mais comentários...


Concursos, Colocações, Ofertas de Escola e Bolsa de Recrutamento

Este post serve para que os não professores tenham uma pequena (e será sempre pequena) ideia do sofrimento e exaustão mental a que este Ministério expõe os professores desde o final do ano lectivo passado.
Já passámos por duas fases diferentes de concurso. Na primeira fase entraram aqueles professores que fazem parte dos quadros e pouco mais. Na segunda entraram os restos dos quadros e alguns (poucos) contratados.
Claro que tudo isto aconteceu sem datas e sem qualquer conhecimento de número de vagas. Desde o ínicio de Agosto que andamos nisto. E agora, para facilitar mais o suicídio, chegou uma nova forma de concurso: a Bolsa de Recrutamento. Aliás, mentira. Segundo o Valter Lemos, esse iluminado da Educação, no dia 31 de Agosto eram colocados 5500 professores em Bolsa de Recrutamento. Pois...tal não aconteceu. Ah, e que a Bolsa começava a receber horários de escolas no dia 1 de Setembro. Pois...tal não aconteceu.
Soube através de um fórum de professores que, afinal, a Bolsa começava a dia 7. Pois...aconteceu...a partir das 16h. O que invalidou o primeiro dia. Ah, e que os primeiros resultados saíam hoje (dia 9). Pois...tal não aconteceu. Para além disso, deixou de haver listas para que possamos acompanhar a nossa evolução (ou saber se existem colocações com factor C). Conveniente. Ou seja, enquanto a Bolsa durar, pelo que eu sei, todos os candidatos na Bolsa atrás de mim podem ficar colocados e eu ficar em casa a dar em maluco. Assim decidiu o Ministério, que achou ser melhor escurecer o processo em vez de o deixar às claras.
Para além disso, temos as Ofertas de Escola. Encarem isto como uma candidatura a um emprego. Mandam uma proposta com o vosso currículo (neste caso com médias e graduações) e nunca chegam a saber quem entrou, se estava atrás de vós nos concursos. Nada. Novamente, um processo escurecido pelo Ministério, pois no ano passado, em todas as ofertas de escola mandavam um mail a dizer que não tínhamos sido seleccionados e quem tinha sido. Para além disso, são as Escolas que escolhem os critérios a serem pedidos na escolha de professores. Por exemplo, já vi uma escola que tinha um critério giro: ser Bombeiro Voluntário na localidade em questão. Ora, ser Bombeiro, como todos sabem, é essencial para ser professor. Ou isso, ou alguém queira colocar um primo numa escola. Uma de duas.
Agora que já vos fiz um resumo (e garanto que isto é a versão resumida dos concursos) imaginem o que me irrita ver os paizinhos a concordarem com a Ministra, afirmando que a culpa do estado do ensino é dos professores, que são bem pagos demais e não fazem nada. Imaginem o que me irrita o silêncio dos sindicatos nesta altura, em que só os contratados lutam, e esses não têm poder para os eleger, nem para lhes dar tacho. Imaginem o que me irrita o silêncio dos meios de comunicação social, que se preocupam com a cor das cuecas do Ronaldo, mas não se preocupam com uma situação que afecta 50000 portugueses.
Agora, imaginem o que é viverem agarrados a um telefone há mais de 9 dias à espera de um contacto de uma escola. Imaginem o que é esperar um mail com uma colocação. Imaginem o que é não saber onde vão parar, se vão parar, quando vão parar. Imaginem o que é terem de deixar a vossa família num sítio e terem de atravessar meio país para ganhar dinheiro, aturando pais e crianças que já desistiram da escola.
Imaginem o que é viverem assim. E talvez percebam que quando saímos à rua é por algum motivo. Porque estamos fartos de viver assim.
Agora vou ver o meu mail e olhar para o telemóvel até me deixar dormir.

13.9.09

MALANGATANA NO BARREIRO

Para ampliar clic nas fotos

Não sei se algum de vós vive aqui na zona, ou por aqui perto. Também não sei da vossa disponibilidade para se deslocar ao Barreiro hoje dia 14. Mas quem more por aqui não deixe de
assistir à inauguração do elemento escultural Paz e Amizade, na rotunda do Fórum do Barreiro.
Aqui fica o programa, e AQUI encontrará uma biografia do mais famoso pintor moçambicano de sempre. MALANGATANA.

4.9.09

PERIPÉCIAS DUM ANIVERSÁRIO


Ontem foi dia de meu aniversário. E o dia parece ter sido escolhido a dedo. Como eu sou uma avó babada, (vocês não são?) o filhote prometeu que vinha passar a manhã comigo e trazia a Mariana, que faz hoje 7 meses, e é linda. E ficava até depois de almoço, porque ia entrar no trabalho às 16 horas. Acontece que eu tinha uma consulta de ortopedia para fazer no hospital do Barreiro, há três meses e marcaram-na para ontem às 8.30. Até aí tudo bem, tem anos que me marcaram cirurgias para este dia o que é bem pior. E depois a consulta era para as 8.30 e até pediam para estar lá meia hora mais cedo...
Bom, passava das 11 quando fui à consulta, saí do hospital era quase meio-dia. À saída do hospital, era quinta feira dia de lotaria, dia de aniversário, aquela fézita redobrada de que aquele dia é de sorte, só porque nós nascemos nele, vocês possivelmente também já vos passou isso pela cabeça, e vai daí comprei a fracção em cima. Pois sabem em que nº saíu o 2º prémio? 38545.
Sorte? Bem sei que não era a sorte grande, mas o segundo prémio ainda é uma boa quantia.
Pronto, manhã no hospital, quase não tive tempo de estar com a netinha, não fomos almoçar fora, não me saíu a lotaria... mas eu sou positiva. A tarde vai correr melhor, pensei. E fui até ao Barreiro. Queria ir à igreja, gosto de lá ir, no dia de aniversário. Apanhámos o autocarro para a estação, eu e o mais que tudo, e depois o 15 que passa pela Av. Bento Gonçalves, perto da Igreja de Santa Cruz , onde fui baptizada. De caminho, dentro do autocarro passamos pela igreja de Nª sª do Rosário que estava aberta, e chegámos ao nosso destino, mas a igreja de Santa Cruz estava fechada. Voltámos para a paragem para apanhar o 14 e ir à igreja de Nº Sª do Rosário, mas ao fim de meia hora de espera decidimos ir a pé. E depois de uma boa estirada, não é que chegámos lá e a igreja já estava fechada? Aflita com as horas, porque como a maioria de vós sabe, tenho a mãe completamente dependente, voltei para casa, e passei assim o meu "FELIZ" dia de aniversário.
Como dizia a minha avó :"Ele há dias de manhã, que uma pessoa à tarde, não pode sair de casa à noite, nem voltar de madrugada"
AGRADEÇO A TODOS QUE POR AQUI PASSARAM, OU QUE ME MANDARAM EMAILS, E BELOS CARTÕES, AS VOSSAS MENSAGENS DE CARINHO, QUE TORNARAM MAIS DOCE UM DIA QUE EU QUERIA ESPECIAL...
UM PARTICULAR AGRADECIMENTO AOS BLOGUES QUE FIZERAM UM POST SOBRE O MEU ANIVERSÁRIO, FAZENDO COM QUE EU ME SENTISSE UMA PESSOA IMPORTANTE.
MUITO OBRIGADA A TODOS

3.9.09

PARABÉNS PARA MIM


Amigos fico feliz por comemorar convosco mais um ano de vida. Estejam à vontade, e festejem comigo o meu aniversário.
Obrigada pela vossa presença, e pela amizade que sempre me demonstram...

(fotos do Sr. Google)

1.9.09

UMA HISTÓRIA DE AMIZADE

Guardarei Sempre os Instantes


Provámos a água
das fontes do desejo
e os corpos eram a sede
e o fogo em cada beijo.
*******
Nas línguas o amor
floria e a noite era
a mais breve fatia
do prazer.
*******
Provámos esse perfume
de estrelas colados no silêncio
mergulhando na luz
das palavras mais secretas
e doces.
*******
Como quem morre,
apagaste a pegada,
os lábios, os gestos
o sexo enluarado
*******
até apodrecer a esperança.
*******
Voltaste num relâmpago
para dizeres o que sei
esta ausência que não mereço e
O sentido da minha escrita
fulminando-te a alma
com a raiva e a magia
mais ternurenta que sei inventar.
*******
O que dizes agora tem a violência
do raio, queima noutro sentido.
Nunca apagará a dor de ausência
apenas amplia esta vontade
de não estremecer mais diante
de um suspiro teu e
esquecer de vez o coração
cruel
*******
que deseja e foge
que saboreou e cala
que desinquietou e adormeceu
que regressa para se evaporar.
*******
provámos o paraíso, guardarei sempre
os meses em que namorámos
e os instantes de fugaz felicidade
cúmplice

*******
podes ficar com o inferno.
*******
Luís Filipe Maçarico

Há mais de 30 anos fazia parte do meu grupo de amigos, um jovem poeta, Luís Filipe Maçarico. Por contingências da vida o grupo desfez-se e nunca mais sobe de ninguém. Há pouco mais de um ano, descobri por acaso a São Banza que muitos de vós conheceis. Foi uma alegria e tempos depois comecei a procurar outros membros do grupo. E encontrei o Luís já este ano. E continua o mesmo de sempre, amigo do seu amigo, preocupado com o ambiente, engajado em lutas pelo que considera justo, e a escrever poemas muito bons. Mas não são só poemas, o que escreve, e tem já alguns livros publicados.
Será que eu vou encontrar todos os membros do grupo?
Quem quiser conhecer melhor este amigo passe pelo
http://aguasdosul.blogspot.com/

24.8.09

CORRUPÇÃO


foto DAQUI

Corrupção
erva daninha
que penetra
na sociedade
e deita raízes.

Fundas raízes
quais garras
enormes
que
estrangulam
o que de bom
ainda resta
nesta sociedade
estropiada.


elvira carvalho

BOA SEMANA PARA TODOS

21.8.09

PARABÉNS A VOCÊ...

Parabéns Princesa. Que este seja um dia muito feliz. Mais, que seja o começo dum novo ano com muito Amor, Saúde, e tudo o que mais desejar, para viver muito feliz com o Pedro e a nossa princesinha...

16.8.09

15.8.09

PARABÉNS A VOCÊ...

Para ti, Princesa. Que seja um dia muito feliz. Tudo de bom para ti...
Deixo-te um poema de que gosto muito.


Parabéns pelo seu dia.
Que ao receber essa mensagem
seu coração pulse mais forte,
seus olhos brilhem
e seus lábios sorriam.
Esta é minha forma mais espontânea
e simples para que você
faça desse dia
uma data muito importante
para quem está a sua volta.
Quero encher essa mensagem de flores, sorrisos,
palavras significativas
ao nível da sua bondade.
Quero colocar
dentro desta mensagem
todos os corações que te apreciam,
toda a luz
e paz que você merece.
Que a felicidade te acompanhe sempre
e que ela seja ainda maior
do que já é,
pois é maravilhoso
o bem que você planta
ao longo do seu caminho.
Tenha certeza
que na vida,
no tempo
e na eternidade
Deus te descreve sorrindo

tudo isso que tentei te expressar.

Feliz Aniversário

autor desconhecido

HOJE FOI ASSIM





BOM FIM DE SEMANA

9.8.09

FESTAS DO BARREIRO


Quando eu era menina, todos os anos ocorria um facto que nos deixava muito felizes. Era em Agosto as festas em honra de Nª Sr.ª do Rosário no Barreiro. Dizer que nós éramos pobres é colorir a vida quase miserável que tínhamos. Mas uma ida à festa no dia da procissão, que acompanhávamos religiosamente, entrar numa taberna depois da procissão e comprar um melão para matarmos a fome, e ficar até ser noite para que as crianças vissem a iluminação do arraial, era sagrado para meus pais. E nós que vivíamos num velho barracão sem água nem luz, abríamos os olhos de espanto para todo aquele brilho que fazia a noite parecer dia. O carrossel, os aviões, o poço da Morte, as barraquinhas de venda, faziam-nos ficar parados, a sonhar…

Lembro-me do dia em que meus irmãos se vestiram de anjinhos, em paga de uma promessa feita pela minha mãe. Estavam lindos, apesar de os fatos muito simples terem sido emprestados, e das sandálias terem sido feitas pelo meu pai com cartão e tiras de um velho lençol. Engraçado que eu também queria ir vestida assim e meu irmão não queria. Lembro-me que pedi à minha mãe para ir no lugar dele e ela não deixou. Eles tinham estado doentes a promessa era para eles.

A procissão de N.ª S.ª do Rosário realiza-se no dia 15 de Agosto. Consta-se que no local da actual igreja, havia uma pequena ermida dedicada a S. Roque. Mais tarde passou para a Irmandade de S. Pedro, constituída pelos pescadores da vila. Como estes eram devotos da Virgem do Rosário, em breve começaram a festejá-la.

Com o terramoto de 1755 a pequena capela ficou quase destruída. Restaurada e ampliada, em breve era um dos principais pontos de romagem, da margem sul, tornando-se a capela pequena para tanto romeiro em busca de milagres. A imagem saía de Lisboa em barco, festivamente engalanado, e escoltado por inúmeros barcos de pescadores, em direcção ao Barreiro, que já se encontrava em festa para recebê-la. No final do séc. XVIII, D. Maria I emitiu o alvará que permitiu a construção da actual igreja. A procissão hoje só em terra, realiza-se a 15 de Agosto.


ESTE TEXTO FAZ PARTE DA BLOGAGEM COLECTIVA "FESTAS E TRADIÇÕES DA MINHA TERRA".

SE GOSTOU DO TEXTO POR FAVOR CLIQUE ALI AO LADO, E VOTE EM MIM.

OBRIGADA


RECEBI HOJE POR MAIL A SEGUINTE INFORMAÇÃO REFERENTE ÀS FESTAS:

FESTAS DO BARREIRO / PALCO DA JUVENTUDE:

14 de Agosto - NOITE DO XINK´S 24h-02h - DJ KALHANAS + DJ NOX (House Music)

15 de Agosto - NOITE DA SFAL 24h-02h - MOTHER SHIP + HEAD ON (Rock)

16 de Agosto 24h-02h - PETER WAY (Powerpop/Pop Punk/Alternativa) + SKEWER (Grunge/Rock alternativo)

17 de Agosto 24h-02h - DUENDE E CONVIDADOS (Trance)

18 de Agosto 24h-02h - SHADOW NIGGA + UNIDADE BV (Hip Hop)

19 de Agosto 24h-02h - NORULES (Hip-Hop) + ISA (Zouk Love/Kizomba/Semba)

20 de Agosto - NOITE DA OUT.RA 24h-02h - R- + DJ F Dee Doo (Free Punk)

21 de Agosto 24h-02h - CLYDES (Hard Rock) + ONE WEEK TOUR (RockPop)

22 de Agosto 24h-02h - NOT THAT BED (MetalRock) + STEREOFUX (Indie/Rock/Pop/Punk)

23 de Agosto 24h-02h - MARCOS LIMA & THE SOUL CRIB (Funk/Soul)

Mais info: http://espaco-j.blogspot.com


BOAS FÉRIAS PARA QUEM ESTÁ DE FÉRIAS E BOM TRABALHO PARA QUEM NÃO ESTÁ.

6.8.09

ESTAÇÕES DE COMBOIOS




Para aqueles que se lembram das viagens de comboios, eis aqui alguma estações que eram bem bonitas.

Porque tenho estado sem pc, e também porque é mês de férias deixo este filme com votos de boas férias para quem está de férias e bom final de semana para quem trabalha.

2.8.09

BEBÉS PATINADORES




PC Arranjado, para a semana estarei de volta. Hoje apenas quero deixar aqui os votos de BOAS FÉRIAS PARA QUEM AS TEM, E BOM DOMINGO A QUEM NÃO AS TEM OU JÁ AS GOZOU.
BOM DOMINGO A TODOS.

28.7.09

ALANIS MORISSETTE




Recebi de um amigo este vídeo. Achei que o devia partilhar. Para o ouvirem por favor desliguem a música do blogue ali na lateral.
Agradeço ao José B. Vieira o envio do vídeo.

PARA OS AMIGOS QUE POR AQUI PASSEM. VOU ESTAR AUSENTE, JÁ QUE O PC VAI HOJE PARA A OFICINA, SEM DATA MARCADA PARA O REGRESSO.

22.7.09

O TERCEIRO FILHO - SEGUNDA FASE - PARTE III


E chegámos à segunda metade do século XX.
Que começa com a morte de Militão Ribeiro na Penitenciária de Lisboa, depois de ter feito uma greve de fome. Ainda em Janeiro o partido comunista perde mais dois militantes. José Martins e José Moreira.
Nesse mesmo mês a Inglaterra reconhece a República popular da China.
E Fevereiro chega com a recusa do governo português à proposta da União Indiana para as negociações de integração do estado português da Índia, como parte integrante do seu território.
Em França os ministros socialistas abandonam o governo e nas eleições da Grã-Bretanha, os trabalhistas são os vencedores.
Em Março, o Congresso Mundial dos Partidários da Paz, defende em Estocolmo a interdição do uso da bomba atómica.
Em Maio inicia-se o julgamento de Álvaro Cunhal, que acaba sendo condenado à prisão perpétua.
Na Seca, a mulher do Manuel está como no ano anterior prestes a dar à luz. Ele anda sorumbático. Teme a vinda de outra rapariga. Interroga-se sobre o que fará se isso acontecer. E chegou o mês de Junho. No dia 4 desse mês é morto em Alcobaça, Alfredo Dias Lima, um destacado membro do partido comunista que organizara uma greve. De 10 a 29 decorrem em Lisboa, as Festas Populares, que retomam o desfile das marchas.
No dia 20 de Junho, dia em que a segunda filha faz 1 ano, precisamente três horas antes, nasce o tão almejado filho. O rapaz esperado desde o primeiro momento enchendo de alegria e orgulho o coração do nosso Manuel.
Nesse dia quase não dormiu. Dividido entre a contemplação do filho, a mulher, que parecia mais cansada que das outras vezes e as duas raparigas, uma extremamente franzina, – não pôde ser amamentada como devia, por causa da nova gravidez – e a mais velha que nem 3 anos tinha, e só queria ver e brincar com o bebé, como se ele fora um boneco. Manuel estava alerta com ela. Lembrava-se do susto que apanhara uns meses atrás, quando fora dar com ela a meter pão na boca da menina, e esta quase sufocada, já a ficar negra. Tivera que lhe pegar pelos pés, virá-la de cabeça para baixo, e dar-lhe umas palmadas, até que por fim saltaram os pedaços de pão. E o pior foi a cara de anjinho da garota, quando disse na sua linguagem ainda a taramelada que “a mana estava a chorar, devia ter fome”. Ficou desarmado sem coragem de a castigar. Mas a partir daí o berço da menina ficou protegido por uma cancela na porta do quarto.
No mês seguinte foi a vez do Varandas ver nascer o seu primeiro rapaz. O Manuel ganhara a aposta por 15 dias.
Em Agosto dá-se uma remodelação do governo, com recuo da ala Marcelista e avanço do grupo Santos Costa.
Na Bélgica, Balduíno presta juramento como regente, e o Conselho da Europa aprova um projecto do Churchill, sobre a criação de um exército europeu.
Em Novembro, estreia em Lisboa, “O Grande Elias” e antes do fim do ano, novos protestos contra o governo, no Congresso dos Homens Católicos, e nos protestos estudantis.
O Natal desse ano não foi um Natal feliz para o nosso Manuel, apesar do rapazinho que tanto desejara. É que a mulher nunca mais fora a mesma desde o parto. Emagrecera imenso, tinha grandes olheiras, parecia estar sempre com dores. Manuel estava muito preocupado.

continua



A QUEM ME DEU NO MÊS PASSADO OS PARABÉNS PELOS MANOS GÉMEOS. REPARARAM? NÃO SÃO GÉMEOS. TÊM UM ANO DE DIFERENÇA...

20.7.09

VAMOS LIMPAR PORTUGAL




Talvez já tenham visto este filme. Pois bem depois de o ver surgiu a ideia de se fazer o mesmo em Portugal. Um grupo de jovens tratou de pôr mãos à obra e o dia está marcado Sábado 31 de Outubro. Se gostarem da ideia de um Portugal mais limpo, e quiserem contribuir para isso, por favor cliquem no selo ali ao lado, e informem-se dos grupos da vossa zona, se não houver grupos ainda na vossa zona, formem vocês o grupo, vejam como podem colaborar em todo o trabalho de logística necessário, (por exemplo, descobrir as lixeiras para recolha do lixo) etc.
Junte-se a este projecto e todos juntos vamos fazer de Portugal um país limpo.

19.7.09

E PORQUE HOJE É DOMINGO...




ESPERO QUE GOSTEM DO PINTOR, QUE PINTA COMO QUEM CONTA UMA HISTÓRIA, E QUE NOS DEIXA EM SUSPENSE ATÉ AO FIM.
BOAS FÉRIAS A QUEM ESTIVER DE FÉRIAS E BOM DOMINGO A TODOS OS QUE POR AQUI PASSAREM.

14.7.09

O TERCEIRO FILHO - SEGUNDA FASE - PARTE II


Estamos a terminar a 1ª metade do Séc. XX. Portugal está em campanha eleitoral e o governo tenta ligar Norton de Matos à oposição, numa tentativa de o desacreditar, que não resulta, já que Carmona também o havia sido. Em Janeiro de 49 Norton de Matos, faz um grande comício no Teatro Avenida em Coimbra, Salgado Zenha, Palma Carlos são dois dos muitos apoiantes ao novo candidato. Mais tarde novo comício no Porto, apoiado por uma multidão de mais de 100.000.
Mais tarde em Lisboa o apoio mantém-se apesar da campanha feita contra ele, através do Rádio Clube Português e do DN.
Na China os comunista conquistam Pequim.
Na Seca, o António muda-se com a mulher e os filhos para uma casa na Telha. Mais longe do Trabalho, mas mais perto da mercearia, da escola, da padaria… E melhor que isso, com electricidade e o chafariz à porta. No Barracão ficou um quarto vago que foi ocupado pelos dois filhos do Aires.
A 12 de Fevereiro, Norton de Matos anuncia a sua desistência, depois de ter mandado queimar os arquivos da candidatura para que não caíssem nas mãos da PIDE.
No dia seguinte, surge no Porto, o Movimento Nacional Democrático, saído dos apoiantes de Norton de Matos, que não concordam com a sua desistência. Nesse mesmo dia, são as eleições, e são presos muitos oposicionistas entre os quais, Mário Soares, Salgado Zenha, e Palma Carlos.
No mês seguinte, de posse de vários documentos descobertos numa casa clandestina, a PIDE carrega em força sobre os dirigentes do PCP.
Álvaro Cunhal e Militão Ribeiro são presos no Luso. Em Lisboa outros dirigentes têm a mesma sorte.
Em Março estreia em Lisboa “A Morgadinha dos Canaviais”
Em Abril, nasce a 2ª filha do Varandas. A mulher do Manuel, vai a caminho do oitavo mês e ele continua aguardando o filho tão desejado.
É proclamada a República da Irlanda, e Portugal está entre os membros fundadores da NATO.
Em Maio, os Soviéticos levantam o Bloqueio a Berlim, e dias depois é instituída a República Federal da Alemanha
E finalmente chegou o mês de Junho, tão ansiado pelo Manuel. E a 20 desse mês veio a segunda decepção. A mulher dava à luz outra menina. A decepção do Manuel foi tão grande que durante dois dias nem ligou à menina.
Em Agosto, há eleições na RFA, e em Setembro é anunciada a primeira explosão atómica na URSS.
No final de Setembro, o Carlos resolve ir trabalhar para a Seca de Alcochete. No barracão ficou mais um quarto vazio para onde foram as filhas do Manuel.
Outubro chega com a República Popular da China em Pequim. A 12 do mesmo mês é criada a República Democrática da Alemanha, e precisamente nesse dia, o Manuel descobre que a mulher está de novo grávida. E renascem-lhe as esperanças do filho homem, pelo qual suspira. Mas a vida está cada dia mais difícil, quatro bocas para alimentar são demais para o que ganha, e ele leva noites a pensar na maneira como conseguir mais dinheiro. Decidido vai falar com o patrão e pede-lhe autorização para cultivar o terreno à volta da casa.
O patrão ri-se. “Se conseguires alguma coisa, que não sejam chorões e silvas, podes ficar com isso. Mas diz-me uma coisa: - Vais regar o terreno com a água salgada do rio, ou com as bilhas de água que a tua mulher vai buscar à Telha?”
Manuel não se importou. Começou por roçar os silvados e os chorões. Depois à volta da casa construiu uma capoeira onde colocou uns quantos pintos, comprados no mercado de Azeitão.
Antes de o ano acabar o Aires muda-se também para uma pequena casa na Telha e o Manuel da Lenha fica sozinho no imenso barracão com a mulher e as filhas.
Em Novembro o Varandas anunciou que a mulher estava outra vez grávida.
E o ano chega ao fim, com Portugal a subscrever a Declaração Universal dos direitos Humanos, ao mesmo tempo que desmantela e prende em Coimbra, o núcleo intelectual do partido comunista.

28.6.09

PARABÉNS A VOCÊ...

Parabéns pelo seu dia.
Que ao receber essa mensagem
seu coração pulse mais forte,
seus olhos brilhem
e seus lábios sorriam.
Esta é minha forma mais espontânea
e simples para que você
faça desse dia
uma data muito importante
para quem está a sua volta.
Quero encher essa mensagem de flores, sorrisos,
palavras significativas
ao nível da sua bondade.
Quero colocar
dentro desta mensagem
todos os corações que te apreciam,
toda a luz
e paz que você merece.
Que a felicidade te acompanhe sempre
e que ela seja ainda maior
do que já é,
pois é maravilhoso
o bem que você planta
ao longo do seu caminho.
Tenha certeza
que na vida,
no tempo
e na eternidade
Deus te descreve sorrindo
tudo isso que tentei te expressar.

Feliz Aniversário

Autor desconhecido

PARABÉNS FILHO. QUE SEJAS MUITO FELIZ, HOJE E SEMPRE.

20.6.09

PARABÉNS A VOCÊ




PARA A MINHA MANA QUE HOJE COMPLETA MAIS UM ANIVERSÁRIO, UM DIA MUITO FELIZ, COM TUDO O QUE MAIS DESEJARES.
OS MESMOS VOTOS PARA O MEU IRMÃO QUE TAMBÉM FAZ ANOS HOJE E NÃO É GRANDE APRECIADOR DE FLORES...



E PARA TODOS OS AMIGOS QUE TIVEREM A PACHORRA DE ESTAREM NO PC COM ESTE CALOR E FIZEREM O FAVOR DE PASSAREM POR AQUI,





BOM FIM DE SEMANA

15.6.09

MEU ÚLTIMO SONHO


Foto DAQUI


Estava ali
na bola de sabão
que ia subir.

Segurei-a nas mãos
e entre os meus dedos
se desfez.

lEMBRO AOS AMIGOS QUE A VOTAÇÃO PARA O CONCURSO "A ALDEIA DA MINHA VIDA" CONTINUA ATÉ AO DIA 28 DE JUNHO. SE ALGUÉM QUISER VOTAR EM SORTELHA E AINDA NÃO O FEZ PODE FAZÊ-LO AQUI
A TODOS UMA BOA SEMANA

9.6.09

POSTAGEM COLECTIVA - A ALDEIA DA MINHA VIDA

SORTELHA



slide de fotos minhas

Difícil falar da aldeia da minha vida, já que a aldeia da minha vida, não é propriamente uma aldeia. Pensei nas aldeias que conheci e recordei que a que mais me impressionou foi a aldeia de Sortelha.
Conheci-a à quatro anos quando fui passar uns dias à Serra da Estrela, em Agosto, - lembra a alguém? - e resolvi conhecer os arredores da Serra.
A aldeia da Sortelha, está situada a 760m de altitude, e pertence ao Concelho do Sabugal. É tão antiga que não se sabe a data exacta da sua construção. Crê-se que tenha sido um castro, mais tarde romanizado. O seu castelo foi construído pelos romanos e reconstruído por D. Sancho I, dizem alguns historiadores. Outros afirmam ser construído de raiz por D. Sancho I e reconstruído por D. Dinis. De qualquer modo, este castelo foi sofrendo diversas e sucessivas intervenções, até 1640 altura em que foi feita adaptação parcial das estruturas defensivas às novas técnicas militares. Consta que dentro do Castelo existia uma prisão
Construída em granito, a aldeia é uma das mais bonitas e mais bem conservadas que já vi. As ruas estreitas e rasteiras, de casas típicas beirãs. São quase todas casas de dois pisos, de planta rectangular, com poucas janelas, sendo que no rés-do-chão fica a loja e no primeiro andar, a habitação, cujo acesso se faz por escada exterior.
As muralhas que cercam a aldeia. Tudo é de uma grande beleza. Do Castelo avista-se uma paisagem espectacular sobre a Serra da Malcata e Serra da Estrela
Merece uma visita atenta a Igreja matriz, que data do séc. XIV, e é dedicada à Virgem das Neves, com tecto mudéjar e talha barroca, e com a particularidade, da torre do sino, ter sido construída num rochedo sobranceiro à igreja, e portanto separada desta.
Pode-se admirar também um conjunto de sepulturas medievais escavadas na rocha, a Torre de Menagem, o pelourinho Manuelino, assente em seis degraus poligonais.
Para admirar ainda a “Pedra do Beijo” e a “Cabeça da Velha” dois penedos graníticos com formas que se assemelham ao nome com que as baptizaram.
A aldeia mantém-se intacta, na sua beleza já que as novas construções, se situam fora das muralhas e na parte menos elevada.


ATENÇÃO ESTE TEXTO FAZ PARTE DUM CONCURSO, CUJA VOTAÇÃO VAI DECORRER ENTRE OS DIAS 10 E 28 DESTE MÊS AQUI
SE LHE AGRADOU VÁ ATÉ LÁ,E VOTE NESTE TEXTO. OBRIGADA

25.5.09

POEMA BREVE


Pairam no ar
fumos de tragédia
nos papéis rasgados
corpos mutilados
almas ceifadas
como searas maduras.

foto retirada daqui

Lembro que poderão continuar a votar no vídeo do Iago aqui.
A votação encerra a 30 de Junho.
Um enorme obrigada a todos.

21.5.09

AUTISMO

AMIGOS, hoje vou falar-vos do Iago. Iago é um menino autista. Suponho que conheçam a doença, o cinema já se debruçou várias vezes sobre o tema, e todos se devem lembrar de Dustin Hoffman em "Ray Man".
Pois El Consejo General de la Abogacía Española, está a efectuar um concurso de videos sobre os direitos das crianças. Iago e sua familia, apresentam a concurso este filme, que defende os direitos das crianças diferentes. Neste caso o autista.
Os prémios são materiais didácticos, mas o autor do filme mais votado poderá fazer um filme com um realizador espanhol, sobre si, e isso poderá ser muito útil para pais e professores de outras crianças autistas. Votar neste filme é pois muito importante. Vamos então todos votar nele, e esperar que o filme de Iago seja o mais votado. Podem ver o filme e votar em

http://www.yotambientengoderechos.com/ver_videos/ver_escuchar_hablar_amar

Agradeço desde já a vossa adesão. Muito obrigada a todos.
E BOM FIM DE SEMANA

18.5.09

PENSO EM TI



Penso em ti
Na solidão
angustiada
dos dias
que dançam
em ondas de agonia
no oceano
do meu corpo
esquecido.

Penso em ti
Nos labirintos
do sonho
perdida.
Como barco
sem rumo
nem norte
em mar de
tempestade.

Penso em ti
Na escuridão
silenciosa
da minha noite
que cavalga
o tempo sem fim
do meu corpo
ondulante
de desejo.

5.5.09

FLOR ENTRE FLORES


Flor entre flores

Porquê sendo tu tão pequenina
És o maior de todos os meus amores
Talvez que ao ver-te me torne menina
Como mais uma flor entre flores.

És qual boneca de porcelana fina
que inocente o mundo vês de mil cores
e eu quisera que sempre o visses menina
mesmo quando mulher já tu fores.

Que os teus olhos de estranha doçura
onde brilha um universo de ternura
Não tenham nunca uma expressão magoada.

Que nunca, nunca os lábios teus
ao elevarem uma prece a Deus
Digam que da vida estás cansada


PARA OS QUE PERGUNTARAM PELO CONTINUAÇÃO DO CONTO, TALVEZ ESTA SEMANA SEJA PUBLICADO UM NOVO CAPITULO. COMO DEVEM CALCULAR, TEM SIDO DIFÍCIL CONTINUAR A HISTÓRIA DO MANUEL, DEPOIS DA SUA PARTIDA

3.5.09

FELIZ DIA DAS MÃES


Para Sempre


Por que Deus permite
que as mães vão-se embora?
Mãe não tem limite,
é tempo sem hora,
luz que não apaga
quando sopra o vento
e chuva desaba,
veludo escondido
na pele enrugada,
água pura, ar puro,
puro pensamento.


Morrer acontece
com o que é breve e passa
sem deixar vestígio.
Mãe, na sua graça,
é eternidade.
Por que Deus se lembra
- mistério profundo -
de tirá-la um dia?
Fosse eu Rei do Mundo,
baixava uma lei:
Mãe não morre nunca,
mãe ficará sempre
junto de seu filho
e ele, velho embora,
será pequenino
feito grão de milho.

Carlos Drummond de Andrade
A TODOS OS QUE POR AQUI PASSEM, DESEJO-VOS UM DIA FELIZ, SEJAM MÃES, OU PAIS, FILHOS OU NETOS. PORQUE O QUE A HUMANIDADE PRECISA É SER FELIZ.
BOM DOMINGO

1.5.09

1º DE MAIO - DIA DO TRABALHADOR

foto da net

O ano passado , fiz um post sobre as origens deste dia, e incluí o poema MEU MAIO de Vladimir Maiakovski.
Este ano porém a inspiração tem-me faltado. Talvez devido a factos pessoais que me têm tornado difíceis os últimos tempos, talvez porque o pobre trabalhador tem cada dia menos razões para comemorar qualquer coisa. Infelizmente , aquilo que devia ser um direito de todos, - o trabalho - transformou-se num artigo de luxo a que cada vez menos gente tem acesso. Os ex-trabalhadores perdem-se em longas filas no centro de emprego, os filhos vão para a escola sem comer, e até correm o risco de perder as casas por não conseguirem pagar as prestações.
E o dia que devia ser uma comemoração de direitos adquiridos, é cada dia mais uma jornada de luta, por direitos sonegados em nome de uma crise, que não é para todos.
Deixo-vos um poema meu. Postado o ano passado no "Coisas Minhas", alguns de vós já conhecereis, mas é o que me ocorre.

HOJE COMO ONTEM

Hoje como ontem companheiro
queremos encontrar a verdade,
a saída para esta angústia
que grassa
as nossas feridas ainda mal cicatrizadas.

Hoje como ontem companheiro
os homens não são homens.
São brancos, pretos, amarelos
são ricos, remediados e mendigos,
são exploradores ou explorados
são chineses e ciganos
polícias e ladrões
mas não são homens...

Hoje como ontem companheiro
temos que encontrar o caminho
que há lobos esfaimados à nossa volta
esperando implacáveis o momento
de nos destruir.

Mas hoje como ontem companheiro
as nossas mãos unidas hão-de gritar
a nossa força.
Ainda que o medo sele os nossos lábios
ainda que a raiva cegue os nossos olhos
ainda que nos queiram algemar o pensamento
as nossas mãos unidas
ninguém há-de separar.

elvira carvalho

27.4.09

PARABÉNS A VOCÊ





100 SEM MAIS NEM MENOS, num certo dia de Abril, há precisamente dois anos, nasceu um bloguinho que foi baptizado com o nome de Sexta-feira. E, DE ABRIL EM DIANTE, nunca mais o MUNDO AZUL, que eu via da minha varanda, foi o mesmo. Tornou-se mais colorido, como se PEDACINHOS DO ARCO ÍRIS, transformassem MOMENTOS MEUS, em MOMENTOS DE VIDA.
Um dia, A FADA GUERREIRA, sussurrou-me ao ouvido que durante um ECLIPSE DE LUNA, ouvira O SINO DA ALDEIA, enquanto cuidava de uma AVE SEM ASAS.
Noutra altura, estava eu entusiasmada a ler CEM TEXTOS DE SOLIDÃO, quando mergulhei num MAR DE SONHOS, onde encontrei COISAS SIMPLES, COISAS QUE GOSTO, e COISAS DO ARCO DA VELHA.
Com a sensibilidade À FLOR DA PELE, deixei-me envolver pelos CHEIROS DE VERÃO, e entrei pelo JARDIM FLORIDO, como quem abre uma CAIXINHA DE SURPRESAS. Passeando e olhando encantada tudo o que me rodeava, eu vi uma
MAÇÃ NO TOPO de uma bela e frondosa árvore, sob a qual uma garotinha LINDA brincava, viva imagem de ESPERANÇA E AMOR.
Altiva e vibrante A PAPOILA, enchia de colorido um cantinho, mesmo por baixo de uma OLIVA VERDE, onde uma LAGARTINHA DOT.COM, se deliciava com lauto festim. Mais à frente, À BEIRA DO SOL, sentados no banco de ferro forjado, GEO, SÃO e BRANCAMAR, combinavam uma ida à CASA DA ALBERTINA.
O CHEIRO DA ILHA, no meio do jardim, deixou-me inebriada, e PARA LÁ CAMINHO. A meio do percurso avisto um CATA-VENTO e por momentos fico indecisa, desejando ter MULTIOLHARES, para absorver toda a beleza à minha volta. DUALIDADES de desejos a que SOMENTE EU MESMA, podia pôr travão.
Na margem do Lago, entre MARETERRA, chamou-me a atenção A CABANA DE PALAVRAS, onde como por magia, encontrei O MEU SOFÁ AMARELO, e nele ESTEBAN, via o filme INSTANTES DA VIDA.
De novo n’O JARDIM DA ASPÁSIA, já que para ir à ilha, precisava de um barco e O GUARDIÃO, não me deixou entrar em nenhum, vi um CANTINHO DE ORAÇÕES, onde uma PEREGRINA, embrenhada nos seus PENSAMENTOS, parecia nem saber orar.
PETER PAN, brincava com a MENINA DE CRISTAL. NADA DE MAIS, se nos lembrarmos da magia do lugar.
Pel’O CAMINHO DO ESCRITOR, vinham a POESIA DE VIEIRA CALADO e a POESIA DAS PALAVRAS, em amena cavaqueira.
Entre LÁGRIMAS E SORRISOS, avistei A CASA DA MARIQUINHAS, onde a FERNANDA & POEMAS, de SAIA JUSTA, aquecia EM BANHO MARIA, a cera para moldar um QUERUBIM PEREGRINO com que tinha sonhado.
NADA MENOS QUE TODO UM HOMEM, escrevia mais um belo texto baseado nas suas MEMÓRIAS VIVAS E REAIS, enquanto a ABUELA CRIS, regava um canteiro de belas camélias.
N’ O ATLIER DA BENÓ, a sua amiga ODELE, admirava as lindas PINTURAS EM PENICHE, representando uma PITANGA DOCE, entre redes de pescador.
UMA ESTRELA NO CÉU, veio dizer-me que eram horas de regressar, e assim fiz, não sem primeiro mandar RECADOS MEUS, à minha amiga LOPESCA, que encontrara O PROFETA, e ficara para trás.
REFLEXOS de LUZ DE LUMA, iluminavam OS BIGODES DO GATO, que ronronava e fazia dançar OS BONECOS DO SINEIRO.
Na fonte O ZÉ POVINHO, cansado de lutar pelos seus ideais, remetia-se a um SILÊNCIO CULPADO, que me encheu de SOMBRAS DE MIM, e me trouxe à realidade.



DESCULPEM A HORA TARDIA, MAS ESTES DOIS DIAS FORAM COMPLICADOS.
A TODOS OS NOMEADOS E AOS OUTROS QUE ESTÃO NA MINHA LISTA DE SEGUIDORES, O MEU MUITO OBRIGADA, POR COLORIREM A MINHA VIDA.
E UMA FATIA DE BOLO PARA CADA UM.

25.4.09

O QUE DIZEM OS JORNAIS


Falam os jornais da Colômbia
e da prisão do “Rei” da droga
da crise mundial
e da baixa do preço do petróleo
que não da gasolina…

A nós de que têm que nos falar?

Falam das torturas americanas
Rice, Cheney e Rumsfeld
conheciam e apoiavam...
Falam do Iraque, da Palestina, de Israel,
Da instabilidade na Guiné
A par do último golo do Ronaldo…

A nós de que têm que nos falar?

Falam da crise financeira na América
da cidade das tendas
e da esperança dos americanos
no governo de Obama...
Falam do terramoto na Itália
e do Mourinho que vai ser campeão
mais uma vez...

A nós de que têm que nos falar?

O chefe da Al Qaeda foi preso em Bagdad
Zuma vence as eleições na África do Sul
Falam de Cuba, do Tibete e da China
do Lula, do Chavez, e de Berlusconi.
de África à Ásia, da Europa à América…

A nós de que têm que nos falar?

Falam da agressão do Pepe
da pirataria no golfo de Aden
e do começo atribulado da cimeira
da energia
a par das investigações inglesas ao Freeport
E do provável discurso do presidente
Para o 25 de Abril…

E falam…falam…falam…

A nós de que têm que nos falar
A nós que continuamos sem casas
A nós que continuamos sem trabalho
A nós que continuamos sem médicos
A nós que continuamos explorados
A nós que continuamos subalimentados
A nós que continuamos a festejar Abril
Mesmo quando a desilusão
Já afogou a nossa esperança
Dum futuro com Liberdade e Pão.


A nós nos vêm falar do mundo?
A nós de que têm que nos falar?

20.4.09

EM DIA ESPECIAL...




Para uma amiga especial, e para todos os outros que por aqui passam. Espero que gostem. Para ver o filme, por favor desliguem a musica na lateral. Boa Semana

14.4.09

VIAGEM AO PASSADO


Hoje eu fui à Azinheira Velha, onde durante mais de 100 anos funcionou a Seca do Bacalhau. Hoje está tudo parado. A nova ponte Seixal - Barreiro, vai atravessar a Seca, na diagonal, entrando junto ao final da malta das mulheres, e saindo quase junto ao moinho de maré. Uma grande parte é património histórico e não se pode mexer. Daí que apenas a Quinta da Telha poderá ser urbanizada, mas como toda a gente sabe as urbanizações junto a pontes nunca são bem sucedidas. Assim a ver vamos como ficará no final a Azinheira Velha. Espero que gostem

13.4.09

SINCERAMENTE


Pendem-me a cabeça, sonhos que ruíram.
A realidade do sonho não existe.

Ardem-me os olhos, de te chorar mundo.
Tenho a boca seca do pó da miséria.

Estremece-me o peito, de angústias cansado;
tenho as mãos em sangue de cavar a dor.

Começo a apedrejar a verdade
que trazia clandestina
em qualquer recanto da minha ilusão.

Sinceramente não gosto desta Verdade!...

Postado a primeira vez em 15/05/07
A TODOS UMA BOA SEMANA

28.3.09

PARA TI, PAIZINHO


Se llamava Manuel, nació en España,
su casa era de barro, de barro e caña.
Las tierras del señor humedecían
su sudor y su llanto dia tras dia.

Introduzi a 1ª quadra dum belíssimo poema de Serrat para falar de um certo Manuel, que não nasceu em Espanha, mas cuja vida foi igualmente sofrida. Chama-se Manuel, nasceu no interior norte deste país, que para alguns - muito poucos - é um jardim á beira-mar. Quarto filho de uma pobre mulher que nunca conheceu marido, não conheceu escola. Começou a trabalhar ainda menino. Os filhos do patrão, ensinaram-lhe a ler e a escrever.A meninice e a juventude ficou para trás nessa pequena aldeia, no dia em que imigrou para o sul procurando melhor vida. Na margem sul do Tejo, começou a trabalhar numa seca de bacalhau. Aí conheceu a mulher com quem casou e que viria a ser a companheira de toda a vida. Sua casa não era de barro, mas era um barracão de madeira, assente em pilares de cimento á beira-rio. Era um barracão sem água nem luz, mas que o patrão lhe tinha cedido e do qual não pagava renda. Aí lhe nasceram três filhos em menos de três anos. Com autorização do patrão, rompeu ao mato um bocado de terreno para semear alguma coisa que lhe ajudasse a criar os filhos. Com as próprias mãos, abriu um poço, para regar o terreno e para ter água em casa. Trabalhava dia e noite disfarçando as lágrimas e a revolta em piadas brejeiras, e em brincadeiras carnavalescas. Adorava futebol. Lembro-me que não tinhamos rádio e que ele construíu uma engenhoca a que chamava galena, e que lhe permitia com uns auscultadores ouvir os relatos de futebol. Pegou a vida pelos cornos, apesar da sua figura franzina. É o exemplo de que os homens não se medem aos palmos. Anos mais tarde , as filhas casadas, a idade da reforma chegou com mais uma provação. A mulher, companheira de sempre, sofreu um AVC e ficou paralizada. E Manuel começou uma nova luta. Tratar da mulher e levar para a frente a casa. Tem a ajuda dos filhos, mas apesar de toda a boa vontade, têm a sua vida e as suas casas e o que fazem é só isso. Uma ajuda. Mas ele continua alegre, com as suas brincadeiras. Com a paixão pelo futebol, e pela vida, costuma dizer com uma certa graça que sabe que há-de ir um dia , mas que vai á força, porque de vontade a morte nunca o apanharia. Chama-se Manuel, nasceu em Portugal, tem 89 anos, e eu tenho um enorme orgulho em ser sua filha.


HÁ UM ANO ATRÁS EU PUBLIQUEI ESTE TEXTO. HOJE O MANUEL SE FOI, E A MINHA TRISTEZA É INDISCRITÍVEL.