13.11.12

5º BOOKCROSSING BLOGUEIRO





AS NOITES DAS MIL E UMA NOITES, é um livro cujas histórias começam no dia seguinte ao final de AS MIL E UMA NOITES, quando o vizir Dandan é informado de que a sua filha Xerezade, salvou a vida encantando o sultão com histórias maravilhosas. Mas Xerezade está preocupada porque não se fia do seu marido, que é capaz de voltar a exercer violência sobre todos os que o rodeiam. A ação decorre sobre uma medieval cidade islâmica que rodeia o palácio e é povoada por almas angustiadas, génios e anjos , vivendo as mais diversas aventuras.


 Naguib Mahfouz , o autor é o unico autor árabe premiado com o Nobel da Literatura, que recebeu em 1988.


E ESTE FOI O LIVRO QUE LIBERTEI HOJE NO CENTRO MÉDICO DA  EÇA DE QUEIROS QUANDO ESTA MANHÃ POR MOTIVOS DE SAUDE AÍ ME DESLOQUEI.


E VOCÊ QUE ME VISITA, JÁ PENSOU EM PARTICIPAR DO 5º BOOKCROSSING BLOGUEIRO?  EU SEI A MAIORIA DE VÓS, CONSIDERA  COMO EU QUE UM LIVRO É UM AMIGO E CUSTA SEPARARMO-NOS DELE. MAS AINDA ASSIM OS AMIGOS NÃO SE PRENDEM. E SE DEIXARMOS UM LIVRO EM ALGUM LADO, NEM POR ISSO VAMOS ESQUECER O QUE APRENDEMOS COM ELE E TALVEZ ELE FAÇA A ALEGRIA DE ALGUÉM QUE DE OUTRO MODO NUNCA O PODERIA LER.


10 comentários:

Teté disse...

Já participei em outros book crossings blogueiros, ainda tenho aí uns livros repetidos para oferecer (os meus não, porque tenho uma enorme estima por eles, que algum dia posso voltar a reler, emprestar a amigos ou, como já tem sido o caso, o filhote ou as sobrinhas precisarem de os ler ou consultar), mas já decidi que o melhor que tenho a fazer é entregá-los a um biblioteca. Pelo menos aí tenho a certeza que serão igualmente estimados... :)

Beijocas!

isa disse...

É uma ideia interessante,reconheço.
Mas ñ me separo de livros facilmente.
Há uma excepção:quando tenho repetido.
E,dessa maneira,já entrei numa ação
semelhante.
Beijo.
isa.

Luma Rosa disse...

Oi, Elvira!!
O livro que libertou parece bem interessante! Eu gosto das histórias do oriente e de toda a gama de conflitos que é inerente aquele povo. Dentro do emaranhado de lendas, histórias do passado, verdadeiras ou não, compreendemos um pouco mais o pensamento.
Como crianças nos apegamos aos nossos brinquedos. Como diz um amigo: a gente só cresce, porque continuamos a brincar, só o brinquedo que muda. E o livro cumpre o seu papel lúdico, de nos tirar da realidade. Depois de passado um tempo que lemos um livro, podemos até esquecer das palavras, mas enquanto estávamos lendo, e como bem escreveu: Nem por isso vamos esquecer o que aprendemos com ele.
Doar livros como a Teté prefere, ou dar diretamente para um amigo, é também formas de bookcrossing - só o fato do livro sair da estante inicia-se uma nova aventura que levará muitas outras pessoas a sentirem a mesma emoção que sentimos ao lê-lo.
Obrigada por participar do bookcrossing blogueiro mais uma vez!!
Boa semana!!
Beijus,

Lilá(s) disse...

A ideia é interessante, mas tenho imensa dificuldade em me desligar dos livros que gosto sem ter a certeza que alguém vai cuidar dele, fico sempre pensando que podem simplesmente deitar no lixo.
Bjs

Emília Pinto e Hermínia Lopes disse...

Gostaria de ter coragem para fazer isso. Se eu tivesse a certeza que aqui em Famalicão iam entender a ideia e até se fosse mais ou menos combinado através de uma campanha no jornal da cidade, por exemplo,eu participaria, pois deixaria um num canto qualquer e receberia outro; seria até divertido. Assim, como nunca ouvi falar disos por aqui, tenho até receio de que pensem que esqueci o livro e o guardem até que eu apareça de novo. Além do mais, também não gosto de me separar dos livros. Por acaso até tenho alguns de que não gostei, mas, mesmo assim prefiro ficar com eles. Um beijinho Olinda e obrigada por nos convidares a aprticiparmos dessa ideia. Fica bem, amiga!
Emília

Vitor Chuva disse...

Olá, Elvira!

Acho que será a atitude certa; porque não dá-los a alguém,que deles possa retirar prazer...?

Cá por casa, aqueles a quem vai faltando espaço, são entregues pelo Natal a organizações que se dedicam à recolha de fundos - e sempre poderão fazer feliz um novo dono...

Bom restinho de semana; abraço
Vitor

lis disse...

Oi Elvira
Já participei uma vez e gostei da experiência
dessa vez até gostaria mas estou fora de casa e sem livros pra doar, se der pra sair amanhã( chove bastante por aqui), vou adquirir um e libertá-lo em alguma pracinha.
Uma boa leitura as 'noites das mil e uma noites' _ é instigante.
grande abraço

vendedor de ilusão disse...

Elvira, assino em baixo suas palavras! Um livro doado pode fazer alegria.
Abraço.

jorge esteves disse...

Conheço, e de há muito, o Bookcrossing; agora...blogueiro?!...
Toca a aprender!
E, a propósito: conhece a edição das 1001 noites ilustrada pelo Mestre Lima de Freitas?
Abraço!

Maria disse...

Querida Amiga:
Acho uma óptima ideia, mas não sou capaz de participar. Amo os meus livros. Nem emprestar, sou capaz. Além disso, no dia em que me for embora, ficarão para a Biblioteca da minha terra.
Beijinho
Maria